fugativa_enigmas_a_terEntre tudo que compõe um excelente Escape Game, uma parte relevante é a quantidade e qualidade dos enigmas e puzzles.

São eles que farão a jogabilidade ser boa ou não, ser fluida ou truncada, ser interessante ou entediante.

Entre os diversos tipos de enigmas que podem compor um jogo, três tipos sempre devem ser considerados:

Fáceis e Interessantes

Todo jogo deve ter alguns enigmas fáceis, eventualmente já no início do jogo, para que o fluxo de atividades se inicie rapidamente. Atenção: fácil não significa óbvio nem sem graça: deve ser um enigma interessante, aderente ao seu roteiro e que permita, rapidamente, que algo aconteça, um armário seja aberto, um baú do tesouro ser mostrado ou determinadas partes de enigmas mais complexos sejam encontradas.

Escrever um número na parede e este numero ser usado para abrir um cadeado de uma gaveta, por exemplo, não é interessante. Ter um cadeado com três cores e existir alguns números coloridos em um quadro, sendo que os três números que têm a mesma cor do cadeado serem usados para abri-lo é um enigma fácil e interessante, pois tem que fazer as pessoas procurarem, encontrarem e pensarem um pouco.

Difíceis

Um escape game deve ter ao menos um enigma difícil, feito de partes diversas encontradas em momentos diferentes e que vão se juntando para serem resolvidas na parte final do seu jogo.

É fundamental ficar atento para a diferença entre um enigma difícil que seja interessante, tenha a ver com o roteiro e seja viável, de um enigma difícil que seja complicado demais, chato de resolver ou ainda que exija conhecimentos específicos, como matemática, xadrez ou música, por exemplo. Pense em um enigma, faça um rascunho e faça uns testes.: você vai saber se ele é utilizável ou não.

Referenciais

Enigmas que fazem referência direta ao roteiro do seu jogo são fundamentais: se seu tema é um navio pirata, você tem que incorporar um baú do tesouro, um mapa antigo, uma bússola e demais elementos ligados ao tema; se é uma pirâmide egípcia, tem que incorporar uma múmia, hieróglifos, estátuas e afins.

Enfim, os enigmas devem ser aderentes, estar conectados ao seu tema para maior imersão e diversão.

Quer mais dicas sobre Escape Games? Leia A melhor forma de NÃO cometer ERROS no seu Escape Game e DUAS Coisas que você NÃO deve fazer no seu Escape Game.